Cinestill 50 D – Try Again?

(portuguese version below)

Before writing something, I have a habit of researching the film that I’m about to talk (or just see). I found several opinions on the Cinestill 50D and they all seem to be similar, and accordingly.

Cinestill 50D

The cinestill 50D is a film for use at 5500k ° and adapted to be developed according to the C-41 process. It is considered a roll with a wonderful sharpness.

It should be used in bright or flash conditions. Also a light lens may help. The fact that it is a film calibrated for daylight should take into account the time of day when we decide to take pictures. Changing the color temperature may change the final result.

Being a cinematic film adapted for photography and its base being essentially Kodak, it is often compared to Portra and Ektachrome. It reproduces soft colors, has a warm tonal effect and in some situations may offer some saturation.

This is the second time I have used this film and I don’t feel that I have any satisfactory results. This compares with other posts I’ve been finding while researching the Cinestill.

I don’t feel a fierce detail in my photographs I have a annoying magenta outline in almost all my pictures. There is sharpness, but also a strange haze in the images. My impression?
I got better results when it got dark. I liked those more.

I don’t feel that the results I have with the Cinestill 50D are on the same parameters as other results I see in other posts. I read a tip that consists of sub – exposing the film in situations of big high light, so I think that the fog that appears in some photographs may be the result of having ignored this tip. It was a very bright day. I also read that the out-of-date film may cause the magenta layer to appear like a fog. Another small (great) detail is develop. I no longer trust 100% in the development of the laboratory I use. I think sometimes they leave the chemistry very saturated and still continue to develop.

We will try again. We’ve tried the Cinestill 800T and loved the result.

NOTE: The Cinestill 50D is very susceptible to light inputs and static discharges. The static discharges appear as blue or red marks caused by the film’s advance or rewind at a high speed.
Light leaks are due to its extra sensitivity in low light, causing the light to travel through the acetate. During handling it is important to load the film in the darkroom and store it right after exposure in a dark place as well.
The exposed film should be revealed shortly afterwards to preserve the latitude of the latent color fidelity.
Unexposed film should be stored in the refrigerator and photographed in 6 months, or frozen.

Hope you enjoy

GEAR: NIKON FM2+50MM 1.8+CINESTILL 50D

 

Antes de escrever algo, tenho por hábito pesquisar sobre o filme que vou analisar ( ou só ver ). Encontrei várias opiniões sobre o Cinestill 50D e todas parecem ser semelhantes, e de acordo.

Cinestill 50D

O cinestill 50 D é um rolo balanceado para ser usado a 5500kº e adaptado para ser revelado segundo o processo C-41. É considerado um rolo com uma nitidez maravilhosa.

Deverá ser usado em condições de muita luz ou então com flash. Também uma lente luminosa poderá ajudar. O facto de ser um filme calibrado para daylight devemos de ter em atenção à altura do dia em que decidirmos fotografar. A alteração da temperatura de cor poderá alterar o resultado final desejado.

Sendo um filme cinemático adaptado para fotografia e de a sua base ser essencialmente Kodak, é muitas vezes comparado ao Portra e ao Ektachrome. Reproduz cores suaves, tem um efeito tonal quente e em algumas situações pode oferecer alguma saturação.

É a segunda vez que uso este rolo e não sinto que tenha resultados que considere satisfatórios. Isto comparando com outros post que fui encontrando enquanto pesquisava sobre o Cinestill.

Não sinto um detalhe estrondoso nas minhas fotografias tenho um contorno magenta chato em quase todas as minhas imagens. Existe nitidez, mas também uma névoa estranha nas imagens. Impressão minha?
Consegui melhores resultados quando anoiteceu. Gostei mais desses.

Não sinto que os resultados que tenho com o Cinestill 50D sejam dentro dos mesmo parâmetros que outros resultados que vejo noutros posts. Li uma dica que consiste em sub – expor o filme em situações de muita luz, por isso acho que aquela névoa que aparece em algumas fotografias poder ser o resultado de ter ignorado essa dica. Estava um dia muito luminoso. Também li que o filme quando está fora da sua validade poderá fazer com que a sua camada magenta existente na sua constituição apareça como um névoa. s. Outro pequeno (grande) pormenor é a revelação. Deixei de confiar a 100% na revelação do laboratório que uso. Penso que por vezes eles deixam a química muito saturada e mesmo assim continuam a revelar.

Fica em aberto uma nova tentativa. Já experimentamos o Cinestill 800T e adorámos o resultado.

OBS:
O Cinestill 50D é bastante susceptível a entradas de luz e descargas estáticas. Estas ultimas aparecem como marcas azuis ou vermelhas causadas pelo avanço ou retrocesso do filme a um alta velocidade.
O vazamentos de luz são devidos à sua sensibilidade extra à pouca luz, fazendo com que a luz viaje pelo acetato. Durante o manuseamento é importante fazer o carregamento da película em sala escura e o seu armazenamento logo após a exposição em um lugar escuro também.
O filme exposto deve ser revelado logo de seguida para preservar a latitude da imagem latente a fidelidade da cor.
O filme não exposto deve ser armazenado no frigorífico e fotografado em 6 meses, ou então congelado.

Espero que gostem!

GEAR: NIKON FM2+50MM 1.8+CINESTILL 50D

Twin Brothers . Sara Martins

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s